CARRILHO DA GRAÇA

 

THOMAS BRASCH (1945-2001)

 

O que tenho, não quero perder, mas

onde estou, não quero ficar, mas
o que amo, não quero deixar, mas

o que conheço, já não quero ver, mas

onde vivo não quero lá morrer, mas

onde morrer, não quero ir:

quero ficar, onde nunca estive.

 

Trad. Luísa Costa Gomes

 

 

 

 

 

THOMAS BRASCH (1945-2001)

 

What I have, I don’t want to lost, but

Where I am I don’t want to stay, but

What I love I don’t want to leave, but

What I know I no longer wish to see, but

Where I live I don’t want to die there, but

Where I die I don’t want to go
I want to stay where I have never been.

 


























LIVRO/BOOK